0   Produto
#
0,00 €
O seu carrinho está vazio

Causas de vibrações no carro

Subscrever
AS NOSSAS NEWSLETTERS

Para obter as nossas últimas notícias e dicas, insira o seu e-mail:

Um automóvel com vibrações ou oscilações é uma verdadeira dor de cabeça para muitos condutores. Trata-se de um dos problemas mais comuns e desagradáveis com o qual um condutor se pode deparar. A causa deste problema pode ter várias razões, tais como a má condição da superfície da estrada ou o desgaste quase completo dos pneus, bem como anomalias no motor. Então vejamos, o que poderá estar por detrás.

Porque é que o meu carro vibra? As sete razões mais comuns

Como mencionado anteriormente, pneus velhos e gastos podem fazer com que o seu carro estremeça. Os pneus são a única parte do automóvel que entram em contacto com a superfície da estrada, e por isso vibram excessivamente. Para além disso, os pneus são expostos a um elevado número de impactos negativos que podem reduzir significativamente o seu tempo de vida útil. A segunda razão pela qual o seu carro poderá vibrar são pneus vazios, que poderão ser a causa de oscilações ou levar à danificação das rodas.

Rodas desequilibradas ou danificadas também poderão estar na origem desse problema. Na verdade, as rodas não são perfeitamente redondas. As paredes de metal podem ser ligeiramente mais espessas ou finas em algumas partes, resultando em discrepâncias de uma rotação circular perfeita. Essas discrepâncias são chamadas desalinhamento. A vibração causada pelas rodas desequilibradas, torna-se extremamente óbvio ao conduzir a altas velocidades. Mesmo as imperfeições mais insignificantes poderão fazer com que o seu carro vibra, sem falar de rodas tortas.

Outra razão pela qual as vibrações se manifestam são um problema nos travões. Caso as vibrações se tornem mais intensas ao travar, saberá logo o que deve verificar. Normalmente um travão de rotor deformado ou plano pode ser a origem da sua preocupação. Ao travar, as pastilhas de travão e calibrador são pressionados contra o rotor. Caso a sua superfície esteja desnivelada, devido ao desgaste ou corrosão, a aderência é igualmente irregular e o carro começa a vibrar.

Contudo, não são apenas os pneus , as rodas e os rotores que se podem tornar numa fonte de vibração, mas também os eixos. Devido a colisões e acidentes, os eixos poderão infletir vergar. Verifique o fundo do seu automóvel, se a vibração se intensificar consoante a aceleração. Assegure-se de verificar também as juntas homocinéticas e os protetores dos eixos. Os protetores rasgados permitem que a sujidade e o pó da estrada entrem, danificando as juntas e causando dessa forma vibrações.

Um problema com os eixos não é a única causa que poderá estar por detrás das vibrações ao acelerar. As estruturas de apoio de motor que sejam de baixa qualidade têm os mesmos sintomas. Essas peças de reposição são feitas de metal e borracha. O seu objetivo principal é manter o motor no seu devido lugar e não deixá-lo oscilar. A borracha atenua as vibrações. Contudo, caso rasgue ou seque, não será capaz de exercer a sua função de forma adequada. Metal gasto também pode reduzir a aderência ao motor.

Infelizmente, vibrações vindas debaixo do capô podem ser um sinal de problemas com o motor. O problema mais comum é a falha de ignição, que pode ser causada por várias coisas incluindo a baixa qualidade do combustível, das velas de ignição e de filtros obstruídos. Por norma, acenderá uma luz de advertência do motor no painel de instrumentos.

Por vezes poderá sentir que as vibrações vêm do volante e notará também uma uma falta de reação. Neste caso, é aconselhável que verifique os componentes do volante e da servodireção. Observe que normalmente a vibração aparece quando vira o volante, mesmo que o carro esteja parado. Outro sinal de que o problema poderá estar relacionado com a má qualidades dos componentes do volante é o desgaste desigual dos pneus, sendo que isso poderá ser causado pelo desgaste da barra de direção.

O que devo fazer se o meu carro vibra: possíveis soluções

Para começar, tem de identificar a fonte da vibração, sendo uma verificação visual o primeiro a fazer. Comece por verificar os seus pneus e se estiverem gastos, rodarem de forma desigual ou estiverem «fora do centro», terão de ser substituídos. Também vale a pena verificar a pressão dos pneus, e caso esteja muito baixa, use uma bomba para assegurar que tenham a pressão certa.

Se os seus pneus estiverem em condições, verifique as rodas. A lama e a sujidade poderão ficar coladas as rodas, dificultando o equilíbrio. Tudo o que tem de fazer é limpar a lama e a sujidade das rodas. Caso isso não ajude, o melhor será levar o carro a um mecânico. Com a ajuda de um equipamento especial, verificar e equilibrar as rodas, ao fixar um contrapeso às mesmas. Por norma, as rodas danificadas e tortas, têm de ser substituídas.

Se o seu carro apenas liga ao accionar o travão, poderá ser devido aos rotores gastos. Se os rotores não estiverem gravemente danificados, poderão ser limpos e retocados. Caso contrário, a única opção será substituí-los. A pinça do travão e as pastilhas também têm de ser verificadas. Também é possível renovar peças gastas. Deve certificar-se de que tudo está lubrificado corretamente.

Caso suspeite de que os eixos sejam a origem do problema, examine-os cuidadosamente, tendo atenção especial as juntas homocinéticas e a manga de proteção. Assegure-se de que não existam fugas de vestígios do lubrificante e que os grampos estão seguros. Caso note alguma folga nas juntas ou que os invólucros estejam rasgados, deve levar o seu carro a uma oficina e deixar que seja verificado. Poderá ter de substituir alguns componentes.

Também será necessário ir a uma oficina, caso o se aperceba de vibrações e ao virar e caso o volante trema. Além disso, se notar que o líquido da direção assistida esteja a escorrer, estará definitivamente na altura de ir ao seu mecânico.

Uma má qualidade da estrutura de apoio do motor é relativamente fácil de diagnosticar. Quando o seu automóvel está parado ou estacionado não vibra e vibra quando pressiona o pedal de aceleração. Um movimento ligeiro do motor é normal, porém um grande abanão é sinal de que a estrutura de apoio do motor tem de ser substituída.

Quanto a vibração causada pela falha de ignição, deve assegurar-se de usar um combustível de qualidade adequada. A gasolina de baixa qualidade pode entupir o filtro de combustível e em resultado disso a relação ar-combustível será reduzida. Também deve limpar o seu filtro de ar. A falha de ignição também pode ser causada pela má qualidade das velas de ignição. Assegure-se de substituí-las dentro dos intervalos recomendados pelo fabricante.

Estas são as razões mais comuns pelas quais o seu carro pode vibrar. Seja qual for a origem do problema, consulte sempre um profissional de serviços automóveis. Diagnosticar os problemas dos automóveis desde o início irá ajudar a evitar problemas no automóvel e manterá os custos de reparação baixos.

loader Por favor, aguarde...

2.500.000 peças de automóvel - encontre uma peça de reposição adequada para o seu carro.
Procurar por peças de reposição:

Tipo de pedido Exemplo
Peças para Carros Tubo flexível de travão
Peças para Carros + Fabricante de autopeças Tubo flexível de travão CORTECO
Peças para Carros + Marca do automóvel Tubo flexível de travão SEAT
Peças para Carros + Número de artigo Tubo flexível de travão 01554
Número de artigo V10-3049
Número de artigo + Fabricante de autopeças 101887 CORTECO
OEN 032253031F
OEN + Fabricante de autopeças 181399149 CORTECO