0   Produto
#
0,00 €
O seu carrinho está vazio

Com escolher pneus de verão

Subscrever
AS NOSSAS NEWSLETTERS

Para obter as nossas últimas notícias e dicas, insira o seu e-mail:

Com início na primavera, quando a temperatura média do ar é positiva, os peritos recomenda a mudança dos pneus de inverno para os pneus de verão. Em alguns países, os proprietários de carros são multados por utilizar pneus que não correspondam à época do ano. Neste artigo iremos explicar-lhe porque motivo é tão importante escolher os pneus tendo em consideração as condições atmosféricas, e qual o tipo de pneus que deve preferir.

Porque devo mudar de pneus de inverno para pneus de verão?

Os pneus de inverno são feitos de um composto de borracha mais mole, cuja elasticidade, em contacto com o asfalto quente, diminui significativamente. Por este motivo, reduz-se a aderência ao solo, o desgaste do piso do pneu acelera, aumenta o risco de furo ao passar sobre qualquer obstáculo e aumenta também a distância de travagem. Adicionalmente, o pneu demasiado macio afecta a capacidade do carro se manter na estrada. Assim, os fabricantes de pneus de verão utilizam um composto de  borracha mais rígido com baixo teor de polímeros de silicone

Os pneus de verão diferem dos de inverno também pelo padrão do seu piso. Tem uma direcção marcadamente longitudinal, sulcos mais estreitos e lamelas com outro tipo de configuração, que reduzem o risco de hidroplanagem, melhoram a aderência em superfícies de estrada seca e molhada, asseguram resistência à deformação do pneu em manobras e proporcionam uma curta distância de travagem e uma excelente manobrabilidade.

10 dicas para escolher e utilizar pneus de verão

  1. A decisão de mudar os pneus deve ser tomada tendo por base as condições de utilização do veículo, uma vez que poderá haver instabilidade meteorológica fora de tempo, com alterações significativas de temperatura entre o dia e a noite. Assim, se por exemplo o veículo é maioritariamente utilizado de manhã e À noite, não se apresse a instalar pneus de verão. É melhor esperar até que a temperatura média diária atinja os 5 a 7°C e se mantenha estável.
  2. Ao utilizar pneus antigos,, assegure-se que a espessura do seu piso não é inferior a 2.5 a 3 mm. Caso contrário, a aderência À estrada será insuficiente.
  3. Uma vez que os pneus sofrem maior desgaste no eixo de condução, troque os pneus traseiros e dianteiros na próxima mudança; e se o piso o permitir, troque os pneus da esquerda pelos da direita. Isto contribuirá  para a manobrabilidade do carro e aumentará a vida útil dos pneus. Se os pneus antigos estão instalados num eixo e os novos no outro, recomenda-se que instale os novos nas rodas motrizes.
  4. Ao escolher os pneus novos é importante escolher o padrão de piso correcto de acordo com as condições de utilização do veículo. Por exemplo, para uma condução calma, os pneus simétricos, com padrão não direccional serão suficientes. São baratos, têm características equilibradas e podem ser invertidos. Os pneus com piso assimétrico são os mais versáteis. Asseguram uma capacidade de aderência do carro tanto em superfícies secas como húmidas, pelo que são excelentes para conudção desportiva. s pneus com padrão direccional são indispensáveis em zonas chuvosas, já que têm uma elevada resistência à hidroplanagem.

  1. Quanto mais tempo os pneus estiverem armazenados em armazém, mais curta é a sua vida útil, uma vez que a borracha tende a envelhecer. Assim, aconselha-se a compra de produtos fabricados há mais mais de 1 a 2 anos.
  2. Os pneus rígidos, iguais aos demais em tudo o resto, são mais resistentes ao desgaste. Assim, se um veículo anda uma grande distância todos os dias, é preferível dar preferência a este tipo de pneu. Mas ao mesmo tempo deve ter em consideração que a borracha mole tem mais aderência.
  3. Para jantes de liga leve, deve escolher pneus com elevado índice de carga. Estes produtos são menos propensos a furos nas paredes laterais, mas provocam um ligeiro aumento no consumo de combustível.
  4. A mudança dos pneus e jantes em conjunto é muito mais razoável do ponto de vista económico e prático do que substituir apenas os pneus. No primeiro caso, pode fazer o trabalho sem ajuda de profissionais. Adicionalmente, a probabilidade de danos dos pneus durante a desmontagem e instalação é reduzida.
  5. Ao escolher entre tamanhos de pneus recomendados para utilização durante o tempo quente pelo fabricante do carro, recomenda-se que dê preferência aos mais largos. Estes pneus têm uma maior superfície de contacto. Note porém que a sua propensão à hidroplanagem pode também ser maior.
  6. Os pneus irão durar muito tempo se escolher produtos de marcas famosas tais como Continental, Bridgestone, Dunlop, Goodyear, Michelin, Pirelli, Cooper. Por norma, e para além de instalações fabris e laboratórios de testes, estas desenvolvem e implementam tecnologias inovadoras. A sua gama de produtos apenas inclui pneus fiáveis, de elevado desempenho, elevada qualidade e seguros.

Conclusão

A qualidade e fiabilidade dos pneus afecta diretamente a segurança rodoviária. A manobrabilidade do do veículo, a sua aderência à estrada, o seu desempenho fora de estrada e a distância de travagem dependem deles. Assim, a escolha de pneus deve ser encarada com responsabilidade. Siga as recomendações do fabricante do carro e as suas dicas, para evitar erros ao comprar e utilizar pneus.

loader Por favor, aguarde...

2.500.000 peças de automóvel - encontre uma peça de reposição adequada para o seu carro.
Procurar por peças de reposição:

Tipo de pedido Exemplo
Peças para Carros Lâmpada para farol principal
Peças para Carros + Fabricante de autopeças Lâmpada para farol principal HELLA
Peças para Carros + Marca do automóvel Lâmpada para farol principal PEUGEOT
Peças para Carros + Número de artigo Lâmpada para farol principal 8GJ 223 498-221
Número de artigo 78-0108
Número de artigo + Fabricante de autopeças LID10070 DIEDERICHS
OEN 00175800
OEN + Fabricante de autopeças 05751180 MAXGEAR